segunda-feira, 25 de abril de 2011

Males que vem pra bem.


Se alguém hoje, perguntar pra mim de você, eu não iria pensar 2 vezes e encheria a boca para falar, " não faço ideia de como ele está! ". Agora, se me pedirem para te descrever, seria algo complicado, seria voltar a uns 3/4 anos, seria sentir o teu perfume irritante misturado com a poluição da cidade e dar risada, você foi tudo que eu podia e não podia esperar, tudo que eu queria e odiava ter, você me deu broncas, você me irritou, me ajudou, me machucou, você me batia forte nas brincadeiras inocentes, você me beijava, beijava outras na minha frente, me ignorava e me abraçava, você prometeu sempre ficar comigo, e prometeu também nunca mais olhar na minha cara, embalou meus aniversários e finais de semanas aleatórios, fodeu com os meus reveillons e alguns shows de pagode ( que eu insistia em frequentar ), escutou minhas histórias mais absurdas e acreditou nas minhas mentiras mais sinceras, riu dos meus tombos e das minhas bebedeiras, me iludiu e fez eu acordar pra vida, você sumiu e voltou varias vezes, e eu, por algum motivo, ou esperança falha, as vezes te aceitava, com você eu experimentei aquele maldito gosto amargo do " seremos só amigos", e aprendi a não perder nenhum dia de sol, sua ausência me fez enxergar o que eu realmente queria pra minha vida, e até perceber que eu não queria você, levou tempo.

Hoje estamos aqui, sorrindo um para o outro, lembrando só do que foi descente para ambos, e ignorando o que nunca deveria ter acontecido. Eu, hoje, estou com uma pessoa incrível ao meu lado, e você, à disposição do mundo, como sempre foi...

Mas eu estou bem assim, e você ?

4 comentários:

Camila disse...

Quanta sinceridade, adorei esse texto.
Me segue no twitter?
@camilacolossi

bjoos

Leni disse...

Sheila, você não está sozinha neste barco. Parece que amor é sempre a mesma coisa, sempre as mesmas brincadeiras, sempre as mesmas risadas pelo mesmo motivo, e também sempre o decepcão pelos mesmos motivos. Deveríamos esmo aceitar de volta aquilo que nos machucou e que sabemos que voltará a nos machucar? Somos sempre tão 'sabidos', ou pelo menos achamos que somos, e nos ferimos sem necessidade . Me aconteceu a mesma coisa, o mesmo episódio sem pôr nem tirar. A única diferença é que depois que voltamos, ainda permanecemos juntos. E graças, está cada vez melhor!! Muita felicidade pra voce linda.

Tatá disse...

este teu texto me trouxe à memória um relacionamento com uma pessoa que ja foi muito importante pra mim.. um dia quero poder ter forças e esta iniferença pra conseguir escrever sobre ele com esta destreza também.
beijinhos

Segue lá? @taataah__

Raíssa Molina, disse...

ri bastante quando você contou dos shows de pagode :) A vida é exatamente essa. Você poderia dizer hoje para essa pessoa que o mundo girou e que agora, depois de tudoo, você se superou e está bem.
Parabéns pelo blog. Beijos :*