segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Confissões passadas

Esse poderia ser do mais longo, o mais especial, mas sempre nunca é como agente quer. Começou da maneira mais legal, um "oi" ali, um "oi como vai você" aqui. Era um cara certo, se eu nao quisesse ter algo serio, carro, braços, simpatia, tudo de bom, beijava mal, mas eu aceitava aquilo como defeitinho, de tanto desespero, é... ele tinha lá seus charmes, sua elegancia, seu estilo, só não sabia o que queria, ao contrario de mim. Gastei o dinheiro dele mesmo, tentei tirar algo bom na cama, mas só me sobrava os musculos do braço e a barriga de tanquinho, já que aquele amiguinho dele, nunca tava afim de horas e horas de prazer. Não era pra ser nada daquilo que foi, era para eu ter beijado outro aquela noite, mas ele se arrastou de um canto da cidade para outro só para me ver de chinelo, cara lavada , blusa de frio e cabelo bagunçado, e tinha até me chamado para sair, disse que esperaria eu me arrumar, eu o dispensei aquela noite, e na outra, e na anterior há que eu o conheci, eu dispensei tantas e tantas vezes, ignorei tantos telefonemas e mensagens, e depois que eu vi a burrada qe eu fiz, eu já estava apaixonada, ja mandava sms todos os dias, e vigiava redes sociais para ver aonde ele estaria nos finais de semana. Foi loucura aquilo, coisa doentia mesmo, não sei como ele se saia, eu o perseguia, fiz mal ao psicologico dele e ao meu, não estava nem ai, falava que era jogos de sedução, mas no fundo eu sabia que era desespero da parte minha. E quando ele disse que não estava mais animado com "isso" que agente tinha, eu chorei mesmo, disse para minhas amigas que foi por dor, pq eu gostava demais dele, mas acho que nunca foi isso, eu o conhecia a pouco tempo, como eu poderia "gostar demais dele", eu gostava dos bares que eu saia com ele, das brincadeiras de indiretas por sms, da ideia de ter alguem do lado, eu chorei aquela noite foi por desespero de me encontrar sozinha de novo, isso sim. Eu mentia pra mim e achava que mentia para minhas amigas, era assim " nunca mais vou querer falar com ele " e depois de um dia " amanha eu vou sair com ele " me cansava, mas eu nao desistia, até que por fim encontrei alguem que realmente fosse descente, alguem que realmente valia a pena chorar, hj encontrei alguem que tem paciencia das minhas loucuras, não acha estranho eu ligar umas quinhentas vezes, aguenta umas boas horas de prazer, tem braços tatuados e tem um sorriso indiscutivelmente incrivel. hoje me encontro em paz, livre de toda paranoia, perto de todo amor que um dia eu pedi a vida.


ps¹. não pense que eu sou maluca, boas paixões sempre causa isso na gente. E amores de verdade nos torna mais serios, mais verdadeiros..




ps². faz bem jogar pra fora o que não te interessa mais. A ideia é fazer uma limpeza e a cada texto falar de um que passou, marcou, mas hoje é um nada na minha vida.

:D


E aproveitando...
Quero agradecer aos 100 SEGUIDORES. Obrigada a cada um de vocês que leêm cada linha, e que de uma forma ou outra me entende. 

7 comentários:

Juliana Skwara disse...

Nossa, que lindo!
Você é muito talentosa e escreve super bem! Sua história me fez lembrar da minha, quando eu conheci meu namorado foi exatamente assim. Eu não queria muito papo e o dispensei muitas vezes. Eu fazia isso, porque achava que ele não queria nada sério comigo! Até que um dia eu cedi e estamos juntos até hoje.
Fico muito feliz que tenha encontrado alguém, "uma nova paixão e boa" que te traz tanta coisa boa!
Eu entendo sua demora, final de período é tão corrido nem me fale! Confere lá no blog, tem mais novidades do projeto e acredito que irá gostar! Volte sempre! Beijoooos <3

Vinicius disse...

Os encontros e desencontros de um afeto. Essa montanha-russa de afetos.
Como você está bem? Faz tanto tempo que não nos falamos.

Abraço

Daniela Filipini disse...

Me sinto exatamente assim, em questão de ter encontrado alguém exatamente perfeito pra mim, mas que o destino insiste em levar pra longe...

Suzi C.L. disse...

Posso falar por experiência própria: você não foi a única a cometer esse tipo de erro. E o pior quando a gente se dá conta da burrada, já é tarde demais D:'
O se pode fazer? É bola pra frente!

Maria Oliveira disse...

Oi,vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo,parabêns por seu cantinho e muito sucesso aqui!

Te convido para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir também,será muito bem vinda,sinta-se em casa!

Ah,tem 2 sorteios rolando por lá,participa! :)

http://umamulherbemvestida.blogspot.com

Bianca Fernandes disse...

Sheila, me vi no seu texto, tipo até rejeita-lo tantas vezes que eu acabei me apaixonando, mas ainda bem que encontrei alguem que aguente meu ciumes, e minhas loucuras.
*-*
ameiii seu texto.

Jaque disse...

Ri muito..adorei.