quarta-feira, 11 de agosto de 2010

abre parenteses.

Hoje eu escutei praticamente quase todas as musicas do Linkin Park, praticamente a mesma sequência que eu escutava com a Vanessa, a Lara e a Lia...isso é muita nostalgia para uma pessoa só, vendo aqueles clipes que elas analisavam, eu nunca analizei, só ficava boba junto com a Lara quando o Chester aparecia em camera lenta em "In The End", era só isso que eu fazia, elas agiam como adultas, eu amadureci tarde talvez, de um jeito mais forçado, vejo hoje como o tempo passou, e é incrivel como elas continuam amadurecendo. Eu sinto falta daquela época, que eu não entendia nada e levava normal tudo que via e sentia, eu sinto falta delas nesses momentos que eu sinto mudanças, elas fizeram parte da mudança mais importante da minha vida, eu vejo elas como se fosse uma base, que eu só poderia mudar se elas estivesse a par de tudo, Deus quanto egoísmo, quanta coisa jogada fora. Hoje elas não estão do meu lado como antigamente, deve ser por isso que por mais que eu me ajeito nas mudanças eu sinto que está faltando algo.Elas, minhas amigas, eram meu porto seguro, me apoiaram no momento que eu mais precisei de sorrisos, e as lágrimas caiam no mesmo ritmo se fosse preciso, elas eram meu motivo de vencer cada barreira, e para qualquer coisa escutávamos Linkin Park, isso aliviava tanto, e hoje nessa mulher que eu me transformo a cada dia, entendo os clipes do LP, e entendo o porque escutar aqueles gritos no som algo alivia, são os gritos que não solto, são os receios que eu guardo e que atrapalha. A Vanessa sempre dizia que não podia ter medo, e que não importava o quanto demorava, tudo ia ficar bem, por isso escutávamos LP, porque ia ficar bem, esse texto está parecendo uma das letras deles, mais meus textos são assim, eu jogo - quase - tudo pra fora, se eu pudesse digitar mais rápido, se eu conseguisse jogar realmente tudo pra fora, eu iria continuar escrevendo cada vez melhor - ou pior - . Não gosto de escrever textos assim, de total desabafo e direcionado, mais isso é um acumulo de coisas que passaram na minha cabeça essa semana, essa saudade, esse medo, essa vontade, essa tpm, tudo junto, tudo de uma vez só, pira, você se chateia por qualquer coisa, questiona coisas que não tem nada haver, eu não queria atualizar o meu blog assim, mas se for atualizar ele assim, com todas as minhas noias, eu vou melhorar muito.

Então vamos lá LP canta para mim, alivia o nó na garganta, tenta substituir a falta a elas me fazem...


* pensa em um texto dramático ?

Um comentário:

Lorena Granja. disse...

Sheeeila! :)
Eu me sinto exatamente como você... meus amigos eram meu porto seguro e agora cada um foi pra um lugar. Quando nos formamos no colégio eu vi um a um se afastar e isso me doeu tanto. As coisas não são como antes, mas o sentimento é, cadavez que nos encontramos é como se voltássemos no tempo, pena que o tempo já não é o mesmo...

Nostalgia é estado básico da vida - e não sei se isso é bom ou ruim-.

beijos, flor