domingo, 23 de agosto de 2009

...


Noite fria, chuva, vento, ventos fortes, ventos bons, musica, violão, luzes, e mais ventos, bebidas, beijos, olhares para provocar, olhar que pergunta, olhar que responde, olhares que entram em acordo, varios acordos, acordes, ritmos iguais, mesmos passos, beijos longos e mãos soltas, conclusões. Sabe aquela coisa que você sente repentina, forte, igual o vento, igual um começo de musica, aquela certeza, aquela noite eu tinha aquela certeza, de que eu iria deixar as folhas daquelas arvores me levar, que eu iria seguir os rastros dos pneus do carro daquela rua molhada, e fria, eu iria fechar o olhos e esperar as luzes despertar minhas curiosidades, iria deixar os beijos me levar até o céu...
Meia luz, meias, meia roupa, meia boca, meio travisseiro, musica baixa, envolvente, estralos de beijos, beijos fortes, cheiro de desejo, cheio de prazer, suspiros, sussuros, abraços, apertos, a vontade incontrolada de ter toda certeza do mundo, nenhuma palavra, só olhares, só movimentos, só pensamentos, duas pessoas, uma vontade, um medo e porque não um desespero, uma noite, naquela chuva fria, com aquele ritmo quente...

4 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Sheila,

Esse negócio de tudo queimar é perigoso, né?Mas é boooooooom...ahahah.

Adorei o texto, menina linda.

Que sua semana seja de luz!


Rebeca

-

CRis GaRcia disse...

Não sei nem o que falar...
simplismente lindo o texto *-*

Fico admirada como escreve tão bem :)

adoreiii!
beijooo!

Ramis Gimenez. disse...

Nossa, amei o que voce escreveu! :D

Eu, Thiago Assis disse...

palavras podem muito bem ser dispensadas... ^^