terça-feira, 11 de agosto de 2009

J.

Te ver me deu uma saudade gigantesca, ver você vindo com aquele jeitinho unico, me fez rir automaticamente, escutar tua risada me lembrou das madrugadas a fora que enfrentavamos juntas, do friu que eu sentia ao entrar na piscina 1h da manha, dos abraços longos e das noites de bebidas, laracremes e lanches, dvd's, choros, cochichos, horas e horas se arrumando na frente do espelho para sair, ou mesmo para ficar em casa tirando fotos, da anciedade de esperar certas pessoas chegar. Eu ainda lembro como se fosse ontem, eu chegando desconfiada na tua casa, sentando no quarto, vendo zorra total, esperando você tomar banho, super timida, queta no cantinho da cama, com o teu irmão no quarto, na frente do computador, me olhando de canto, era primera vez que eu fui na tua casa, primeira vez que eu botei meus olhos no teu irmão, e eu já iria na festa de aniversario dele no outro dia. Você lembra ? - lembra do oleo de alguma coisa, que caiu no meu shorts que não era meu ? HAHAH - Lembra que ficavamos conversando quase a noite inteira, jogando sinuca, eu ria do teu irmão, você ria de mim, e assim ia varias noite inteira. Você, uma menina super vaidosa, adorava a lente de contato azul, sempre com o cabelo liso, loiro, com a franja arrumadinha, brincos de argola prata, relogio, sempre bem vestida, bem maquiada. Uma amizade super divertida, cheia de noias, risos, bebidas, um presente que eu ganhei de um maloqueiro ( você sabe do que eu estou falando né? haha claro que sabe ) entendiamos pelo olhar, dava altas risadas do nada, e ainda mais quando não podiamos, era todo final de semana juntas, era de praxe uma na casa da outra, assunto não faltava, risos transbordavam, e eu não acreditava o qnt era bom ter tua amizade, eu aproveitei muuito cada minuto do seu lado, temendo que poderia acabar, aprontavamos muito, coisas que eu nunca vou esquecer, como da primeira vez que eu fui sozinha para tua casa, e que eu perdi o ponto, e fui parar na puta que pariu, ou como no final de semana em nazaré paulista, trucentas fotos, os quase 10 km para chegar na represa HAHAHA até desanimava né? Mais valia a pena, como tudo que valeu enquanto eu estava ao seu lado.

Esse post, não é para te perguntar porque tomamos esses caminhos tão distante uma das outras, já que agente tinha tantos planos, eu só quero que você se lembre de tooooooda bagunça que fizemos em 1 ano de amizade, eu sempre disse que você não entrou a toa na minha vida, e eu ainda continuo dizendo isso, mesmo tão longe, vc sempre vai ser minha lindona, aquela com que eu passei os melhores sufocos HAHAHA

te amo :)

4 comentários:

Aline Lopes disse...

As amizades mesmo longes serão eternas, seja no coração ou na memória.
A parte ruim e que um dia todos temos que seguir no caminho, e as vezes não podemos prosseguir juntos, planos se desfaz, e cada dia mais distantes, mais como dizem “Recordar e Viver” e enquanto esse sentimento bom pulsar em seu coração tudo que aconteceu valeu a pena.
Assim como você também tenho uma amiga que a vida levou de mim, mais espero que um dia ela possa recordar de tudo que passamos juntos, podemos estar longe, hoje não sei o que acontece na vida dela, mais as lembranças, aquelas boas, estarão sempre em minha memória.

Lindo blog.
Parabéns.

Beijos

Eu, Thiago Assis disse...

nao dá pra esquecer o q marca neh?
ser inteligente é saber usar as memorias em prol de nos trazer felicidade, apenas felicidade ^^

Daniela Filipini disse...

Eu tenho uma amiga assim, conheço-a a nove anos, e daqui alguns minutos ela vai vir aqui na minha casa! hehe
É tão bom ter alguém assim :D
Lindo post!

Tatá disse...

E me apertou o coração de saudade, tuas letras escritas assim, tão sinceras.
E deu pra sentir a cumplicidade de vocês. Aquilo de olhar pra outra e já entender o que se passava, onde as palavras ditas no silêncio eram as mais bem proferidas.

Bonito, moça.
E não ouso interromper mais esse momento.

Silencio, aqui. :*