terça-feira, 13 de janeiro de 2009

desnecessario .

Ele mexia com a cabeça dela, mais ela não queria admitir, ela teria varios motivos para não querer isso, seria algo que iria machucar ela muito, seria algo mto idiota, muito fora de serie, pois o jeito que ele tratava ela, nao era tão legal assim - não só ela como todas as que ele mexia com a cabeça - ela fechava os olhos e imaginava algo mais intenso, mais real no caso - porque momentos intensos, ele sempre proporcionava a ela - mais ela queria algo que ela pudesse controlar, mais não, ela era forte, só longe dele, até fazia milhoes de planos, ensaiava varias cenas, mais quando chegava perto, ela perdia um pouco do caminho que ela estava convicta em seguir, ele atordoava ela, ela deixava, nao tinha forças para nega-lo, mais prometeu um dia acabar com isso - mais vai lá saber quando, dizia ela - . O jeito que ele via ela, confundia os pensamentos, fazia ela quebrar a cabeça com mil opnioes, ela sabia que dava muito valor desnecessario a ele, mais isso não mudava tantas ideias a respeito - isso talvez seria um problema - mais ela não ligava.
Poderia ficar horas e horas olhando para ele, sem se mexer, sem falar nada, não que ela queria parar o tempo para ele, mais ela nao acharia ruim em gastar alguns preciosos minutos ao lado daquele ser que deixava ela louca. Era desnecessario toda aquela euforia, todo aqueles pensamentos e planos, mais o que ela poderia fazer, se ele fazia um jogo inexplicavél - todo esse jogo de palavras tambem é desnecessario - .
Chegava a ser uma obeceção, um vicio - mais um - era completamente idiota ficar olhando as horas do relogio branco e grande na parede da cozinha para ver a hora que chegaria, que mostraria o sorriso e mataria as vontades, ela tinha as vontades - como todos - mais ela só conseguiu controla-las semana passada, e ela sabia que isso era um disperdicio total, pois já havia 4 meses dessa brincadeira de pega-pega - e o pior é que ela não se cansava - insistia e instigava a cada beijo, a cada sussuro no ouvido...

totalmente desnecessario, totalmente...

___________________

Peço desculpas para Vinicius , pois eu tentei coloca-lo na minha lista para dar um selinho para ele, só qe não estava conseguindo anexar o link dele uahuahaha, sómente agoora . JURO Vinicius, o teu blog foi o primeiro que eu pensei para dar o Selo . hahahaha . um grande beeijo meu amigo ;*

12 comentários:

Layra disse...

caaaara que texto lindo :o
babei! vc escreve super!
gostei muito do seu blog florrr.. e adorei saber que tem mais uma fã de crepusculo nesse mundão de deus! ahauahbauahauabaua linda a foto do edward e da bella! perfeição...
um beijo!

Jééh ! disse...

aain, ameiii seu blog *-*
muito lindo ^^

o obg pela visita, fikei feliz de saber que não sou unica nesse meu gosto por cidade agitada :D

na proxima visita vou te linkar ^^

bejo!

Maria Fernanda disse...

Certas coisas são desnecessariamente necessárias, menina!

Andréia disse...

adorei o texto fofa...

bjuxxx

R.Vinicius disse...

Tenho estado triste, então o comentário meio gélido é um reflexo. Suas linhas estão muito bem escritas. Às vezes é necessário que seja desnecessário, pois de outra forma seria necessário e talvez não fosse tão bom, ou o sentir fosse diferente. Tem uma frase que diz que o amor entre as pessoas tem que ser muito maior que a necessidade que se tem da pessoa.

Obrigado pelo selo :) Estou trabalhando no selo do Folhas. Logo, logo te aviso :)

Abraço,

R.Vinicius

Renam Timbó. disse...

Adorei o seu blog também. e tomara que vc ganhe um selinho. :P

Varda disse...

Esse vício é que mata
=/

;**

Camila :) disse...

eeu viajoo muito com seus textoos *.*

Vandi disse...

Ah que demais este texto você sempre me surpreende...

Estou te acompanhando
me acompanha?

bjoos

Mayana Carvalho.♥ disse...

Seu conto ficou muitoo lindo, profundo,
triste..
e apaixonante!

perfeito mesmo!
Beijos

Maçã do Amor disse...

que lindo esse textoo

-
-
-
**

uau o blog ta um amoor

bjuuuus

Letícia disse...

Muito bom o texto!
realmente se é tão fácil dizer claramente..coisas do tipo SIM EU QUERO, ou NÂO EU NÃO QUERO!
Porque eles não o fazem?!
Porque ficar no pega-pega?
aehuaeh
São coisas que só vivendo pra saber!